Hotel Inaugura Piscina Flutuante em Rio da Amazônia

Foto: Ita Kirch

Uma piscina natural em meio à natureza da Amazônia é a mais recente novidade do Juma Amazon Lodge. Trata-se de um deque flutuante, no rio Juma, em frente ao hotel, com área para tomar sol em espreguiçadeiras, ler, beber uma caipirinha ou simplesmente admirar a paisagem. No centro, está a piscina com água do rio, que tem 8 m de comprimento por 5 m de largura e 2,5 m de profundidade. Ela é feita em tela de aço galvanizado, que permite a passagem da água do rio, mas não de peixes ou jacarés. A novidade chega no início do período de cheia (entre março e agosto), quando a Amazônia ganha novas paisagens.

Isso porque as chuvas de verão e o degelo natural da Cordilheira dos Andes, na costa oeste da América do Sul, fazem os rios na região amazônica subirem gradativamente mais de 15 metros ao longo deste período. O fenômeno faz com que moradores e turistas possam navegar pelas áreas inundadas no meio da selva. Neste período, cruzar a floresta em canoas de madeira permite experiências memoráveis, como ver as copas das árvores refletidas mais nitidamente no espelho d’água e poder observar os pássaros de perto.

Cercado pela floresta, o Juma Amazon Lodge está em uma área preservada de 7 mil hectares, a três horas de Manaus por barco e carro. O hotel foi especialmente criado para oferecer uma sensação autêntica da Amazônia. Seus bangalôs (voltados para a mata ou para o rio Juma) foram construídos sobre palafitas e são cobertos com palha de babaçu.

No caminho para o hotel, a bordo de um confortável barco a motor, os viajantes podem ser recebidos por botos amazônicos, e ainda conhecer o famoso fenômeno natural do encontro das águas, o ponto onde dois grandes rios amazônicos – Solimões, com água barrenta, e Negro, com água escura – correm lado a lado sem se misturar por até seis quilômetros. A razão de eles não se misturarem está relacionada a diferentes temperaturas, velocidades e densidades de suas águas.

Todos os dias, os hóspedes exploram a Amazônia em canoas de madeira para observar os pássaros, como o uirapuru e o jaçanã, além de árvores de diversas espécies. Nesta época, cruzam a mata por igapós. Em outros passeios, podem visitar a casa de um ribeirinho ou conhecer a sumaúma, uma árvore de 40 metros de altura e 100 anos de existência. Entre os animais que podem ser vistos ao redor dos bangalôs estão o bicho-preguiça e macacos barrigudo, guariba e parauacu.

ALIMENTAÇÃO – As refeições no Juma Amazon Lodge são servidas em mesas coletivas, para que os hóspedes possam conhecer uns aos outros e trocar experiências. O café da manhã traz frutas tradicionais (melancia, laranja, melão e abacaxi), e regionais, como ingá, umbu e taperebá (todas utilizadas para fazer sucos), além de deliciosas tapiocas. Almoço sempre traz um peixe fresco da Amazônia (pirarucu, tambaqui, pintado, entre outros), grelhados ou assados.

SUSTENTABILIDADE – Além de usar a energia solar para aquecer a água e gerar luz, o Juma Amazon Lodge é muito diligente com um descarte correto para o lixo e esgoto produzido pelo hotel. Uma estação de tratamento de esgoto é usada e todo o lixo é separado e enviado para um centro de reciclagem. Leilões de caridade e projetos educacionais são realizados para a comunidade local, com doações de roupas, livros e brinquedos, e palestras sobre preservação ambiental.

Serviço www.jumalodge.com.br

Um comentário em “Hotel Inaugura Piscina Flutuante em Rio da Amazônia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *