Grupo Rio Quente fecha 2016 com incremento de 10% em suas receitas

Foto: Divulgação

O ano de 2016 foi de muitos desafios para as empresas brasileiras, e para o Grupo Rio Quente não foi diferente. Um plano ambicioso que visa dobrar de tamanho até 2020 foi mantido sem revisão, mesmo diante da crise que se instalou no Brasil, e muito trabalho foi realizado para atingir os objetivos em meio às adversidades.

Neste ano, o Grupo teve a melhor margem EBITDA dos últimos três anos. Obteve um aumento de 10% em sua receita líquida, chegando a quase R$ 50 milhões de lucro líquido. Foram mais de 1.5 milhão de visitantes circulando pelo complexo, registrando uma taxa de ocupação de 71.4%. O Rio Quente Vacation Club, o clube de férias do Grupo, fechou o ano com mais de 26 mil clientes.

“Os números comprovam que manter as estratégias de negócios do Plano 2020, ainda que com alguns pequenos ajustes, e continuar investindo em melhorias, foi a decisão mais assertiva que poderíamos tomar”, diz Francisco Costa Neto, CEO do Grupo Rio Quente. “Somos um enorme potencial como destino e como atração. Com certeza continuaremos a obter bons resultados nos próximos anos”, completa.

O Grupo investiu R$ 34 milhões na ampliação do Rio Quente Cristal Resort, com 88 novas unidades habitacionais, piscina, kids club, loja e restaurante, além de ter reformado o Rio Quente Suíte & Flat I, entre outras melhorias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *