Turismo Religioso: Conheça cinco cidades famosas pelo turismo religioso

Juazeiro do Norte (CE) (Imagem:monolitospost.com)

País majoritariamente cristão, o Brasil abriga templos, santuários e celebrações que reúnem milhões de devotos. O turismo religioso está em alta e é uma ótima dica para quem deseja aproveitar o feriadão de Corpus Christi no dia 15 de junho. Confira um roteiro com cinco dicas para renovar o espírito:

  • Aparecida (São Paulo)
(Imagem:Wilson Silvaston)

A 168 quilômetros de São Paulo, a cidade de Aparecida é destino obrigatório para o turismo religioso por abrigar a Basílica de Nossa Senhora da Aparecida, considerada a segunda maior do mundo. O local guarda a imagem original da santa resgatada por três pescadores no Rio Paraíba do Sul em 1717 e, desde então, é motivo de adoração por conta de milagres e graças alcançadas. Além do Santuário Nacional, o turista pode visitar a Matriz Basílica, a primeira igreja que ficou com a imagem, e o Porto Itaguaçu, local onde foi encontrada. Para os turistas, o aeroporto mais próximo é o de São José dos Campos, com aproximadamente uma hora de viagem de carro. Outra opção é descer em São Paulo e seguir viagem de carro, com duração média de duas horas.

  • Nova Trento (Santa Catarina)
(Imagem: Sandro Salomon)

A canonização de Santa Paulina em 2002, considerada a primeira santa brasileira, elevou a pequena cidade catarinense de 13 mil habitantes ao status de segundo principal destino religioso do Brasil. Todos os meses, mais de 20 mil peregrinos desembarcam por lá para participar de romarias e missas, segundo o Ministério do Turismo. Nascida em Vigollo Vattaro, região que à época pertencia ao Império Austro-Húngaro, Santa Paulina viveu grande parte de sua vida em Nova Trento, onde emitiu seus votos de freira. Atualmente, é o único município do Brasil que possui dois santuários reconhecidos pela Igreja Católica: o de Madre Paulina e o de Nossa Senhora do Bom Socorro. Para visitar, os turistas de outros estados podem descer no aeroporto de Florianópolis, a cerca de 80 quilômetros de distância.

  • Juazeiro do Norte (Ceará)
(Imagem:monolitospost.com)

Terceira maior cidade cearense, Juazeiro do Norte é conhecida pela devoção ao Padre Cícero.  O sacerdote ficou famoso em 1889 por conta do “milagre do século”, quando uma hóstia teria sangrado na boca de uma beata. Excomungado pela Igreja Católica na ocasião, ele recebeu o perdão do Vaticano apenas em 2015. Mas nem isso diminuiu a veneração do povo à figura do Padre Cícero, que ocupou o cargo de primeiro prefeito da cidade em 1911. Um ponto obrigatório para o turista é a estátua de 27 metros em sua homenagem. Além disso, é possível visitar o Museu Padre Cícero e a Capela de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, onde estão os restos mortais. Muito distante de Fortaleza, capital do estado, Juazeiro possui um aeroporto que liga o município às principais regiões do país.

  • Guaratinguetá (São Paulo)
(Imagem:casadefreigalvao.com.br)

A canonização de Frei Galvão em 2007, o primeiro santo nascido no Brasil, impulsionou o turismo religioso em Guarantinguetá, cidade paulista localizada no Vale do Paraíba. Nascido na cidade, ele ficou famoso por suas “pílulas” (pedaços de papel enrolados e que contêm orações) e pelos milagres que elas realizam. Para celebrar a vida de Frei Galvão, o município criou um roteiro especial que inclui a Catedral de Santo Antônio, marco inicial de Guaratinguetá, a casa onde ele nasceu o Santuário e o Seminário criados em sua homenagem. O aeroporto mais próximo é o de São José dos Campos (SP), com uma hora de viagem de carro.

  • Santiago de Compostela (Espanha)
(Imagem:olhares.com)

A pequena cidade espanhola de quase 100 mil habitantes é o ponto final de uma das principais rotas de peregrinação da tradição católica. É lá, mais especificamente na Basílica de Santiago de Compostela, que pessoas de todo o mundo encerram uma peregrinação que percorre mais de 800 quilômetros. O local abriga os restos mortais de Tiago, um dos doze apóstolos de Jesus Cristo. Há doze séculos os devotos recriam a jornada de diversos pontos, conhecidos como “Caminhos de Santiago”. Não há um percurso específico, mas o mais famoso deles é o “Caminho Francês”, que cruza a fronteira entre França e Espanha no sopé das montanhas Pireneus. O desembarque em solo europeu depende, essencialmente, do caminho a ser seguido pelo turista. Uma boa alternativa é descer em uma das capitais (Paris ou Madrid) por conta das facilidades de acesso.

Fonte: ViajaNet

Assine nossa Newsletter
Seguir por E-mail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial

Gostou do nosso Portal? Assine nossa Newsletter